Páginas

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Maternidade

Tornei-me o ser mais vulnerável
E ainda assim o mais forte
Quando passei a gerar vidas

Nenhum comentário:

Postar um comentário